Dicas de Viagem: Como organizar a mala e gastar menos



Seja a trabalho ou a lazer, viajar é uma das melhores experiências da vida e, segundo o psicólogo Thomas Gilovich, traz mais felicidade do que comprar qualquer bem material. Mas, para muitas pessoas, arrumar as malas é uma tarefa árdua e que gera muita dor de cabeça. Afinal, qual é o segredo para aproveitar o máximo de espaço em uma mala de viagem e evitar gastos extras?

De acordo com o gerente geral do Marriott São Paulo Airport, João Paulo Berger, quem viaja constantemente, deve levar em conta a duração da viagem. “Sabendo exatamente quantos dias serão, fica mais fácil pensar e organizar a quantidade de roupas e quais objetos levar”, explica. Na maioria das vezes, as pessoas viajam com mais peças que o necessário, correndo o risco, inclusive, de pagar taxas por excesso de bagagem ou precisar despachar uma mala que poderia ser levada a bordo – e desembolsar mais por isso devido às novas regras tarifárias de bagagem em viagens aéreas.

Sempre que possível, o ideal é optar por bagagens pequenas, de mão. A espera para pegar a mala, caso ela tenha sido despachada, pode variar de cinco a 30 minutos, e, em viagens rápidas, isso pode atrapalhar ou roubar tempo. “Sem contar com o risco de extravio”, destaca Berger.

Para a gerente comercial do Marriott São Paulo Airport, Aline Rubbo, é importante pensar em combinações prévias de roupas, para evitar preocupações. “Certificar-se que o hotel dispõe de serviço de lavanderia pode ajudar em caso de uma viagem mais longa. Assim, é possível levar poucas peças e usá-las mais de uma vez”, comenta. No Marriott, o serviço é oferecido aos hóspedes no próprio hotel, com opção de lavagem a seco e serviços de coleta e entrega. “A maneira como as roupas são guardadas também preocupam os viajantes, mas grande parte dos hotéis tem ferro de passar. Portanto, isso não deve ser uma preocupação, mas é bom evitar os tecidos que amassam demais para evitar muita perda de tempo”, diz Aline.

Para não perder espaço na mala, o ideal é optar por sapatos “coringas”, que combinam com todas (ou com a maioria) das peças escolhidas. Uma outra dica importante é verificar a previsão do tempo do local de destino: assim, é possível ser mais assertivo na escolha dos itens. “Fazer um checklist também é sempre bem-vindo, pois ajuda na organização e evita esquecimentos”, ressalta Aline.

Itens como documentos (e cópias), kit de higiene pessoal e carregadores serão sempre úteis e precisam estar sempre à mão. em mãos, com fácil acesso. “Quando você menos esperar, vai precisar deles”, comenta a gerente comercial.

Fonte: Diário Interior